Saiba como sair da casa dos pais e comprar seu próprio imóvel

Tempo de leitura: 6 minutos

Sair da casa dos pais é o sonho de muitos jovens. Mesmo assim, a maioria deles não sabe como colocar esse plano em prática.

É comum pensar que para deixar a casa dos pais seja necessário ter uma grande quantia de dinheiro. Isso, muitas vezes, faz com que os jovens adiem seus planos e acabem vivendo por mais tempo com a família.

Mas isso nem sempre precisa ser desse jeito. Via de regra, podemos ver alguns sinais que nos mostram quando é a hora certa de sair do ninho familiar.

Você está pronto para sair da casa dos pais? Ainda não sabe como conseguir o dinheiro necessário para ter seu próprio imóvel? Para saber essas e outras respostas, acompanhe o post de hoje:

Afinal, qual é a hora certa de sair da casa dos pais?

Apesar de ser um desejo comum entre os jovens, muitos deles também têm receio de sair do conforto do lar onde já vivem com a família. Afinal, morar sozinho significa também pagar as próprias contas, bancar suas compras sozinho e ter outras despesas domésticas.

Para saber se você está realmente preparado para alçar esse voo, vale a pena fazer uma sincera autoanálise da sua situação financeira e emocional. É importante se lembrar que, além de ter certa independência financeira, é necessário possuir certo nível de amadurecimento para conseguir manter seu próprio apartamento.

O ideal é que, antes de se mudar definitivamente da casa dos pais, você faça uma experiência morando sozinho. Pode ser alugando uma casa por determinado período ou vivendo com amigos. O importante é fazer um teste para saber se você realmente está apto para tomar este novo passo em sua vida.

O que fazer para comprar seu próprio imóvel?

Comprar um imóvel não é um sonho tão distante assim como muitas pessoas pensam. Na verdade, seguindo algumas dicas, é possível fazer com que toda essa transação se torne consideravelmente mais organizada.

Veja a seguir algumas sugestões para sair de vez da casa de seus pais e comprar o seu próprio imóvel:

Avalie honestamente a sua atual situação financeira

Ter seu próprio apartamento não acarreta apenas os gastos advindos das parcelas dessa compra. A independência de viver sozinho também depende de seu bem-estar financeiro. Por essa razão, é preciso, antes de tudo, ser honesto quanto à situação de suas finanças.

Faça um levantamento financeiro completo de todos os seus gastos e ganhos dos últimos meses para poder analisá-los posteriormente. É importante manter absolutamente todos os seus gastos anotados nas planilhas, desde os maiores até os mais insignificantes. Você se surpreenderá ao perceber que uma parcela considerável dos seus rendimentos é gasta em coisas supérfluas do dia a dia.

Com essas informações em mãos, você poderá analisar o quanto dispõe no final do mês e quais são aqueles itens que poderá cortar de seu orçamento. Depois de avaliar todos os seus dados financeiros, ainda será preciso definir qual tipo de moradia cabe no seu bolso. A localização do imóvel também é um elemento a ser pensado, porque certamente vai refletir em seu preço de aquisição.

Para fazer essa opção, além do aluguel ou parcela de financiamento do apartamento, devem ser levados em consideração outros aspectos, como o pagamento de tributos e cotas condominiais. Os valores de IPTU, condomínio e faturas de consumo de energia elétrica e gás devem ser levados em consideração.

Tenha algum dinheiro economizado

A melhor situação para quem planeja sair da casa dos pais é já ter algum dinheiro economizado para dar entrada no apartamento. Isso porque, mesmo com a ajuda de financiamentos, as parcelas de um imóvel podem ser muito altas se você não contar com uma boa quantia de entrada.

Caso você não tenha esse capital disponível, uma boa solução é o aluguel de imóveis ou a divisão de apartamento com amigos ou os conhecidos, que estejam passando pela mesma situação que você no momento.

Saiba economizar no seu novo lar

Para pessoas que não têm uma renda fixa suficiente, é válido contar com a criatividade na hora de economizar em casa. Depois de encontrar o apartamento cujas parcelas caibam exatamente no seu bolso, será preciso pensar nas suas próximas despesas.

Além das contas essenciais, gasta-se muito com alimentação e transporte. Para diminuir a conta do supermercado, uma boa dica é manter sempre uma lista atualizada dos produtos e alimentos que mais utiliza em casa e levá-la sempre que for às compras.

Além disso, cozinhar em casa também sai muito mais barato do que comer fora.

Quais as vantagens de se morar sozinho?

Apesar de requerer muitas responsabilidades, morar sozinho é extremamente gratificante para quem está começando a sua vida adulta:

Você se tornará completamente independente

Ter seu próprio imóvel quer dizer que você também terá muito mais liberdade na sua vida cotidiana.

Você poderá fazer seus próprios horários e agenda, escolhendo o quê e quando comer, quem visitará sua residência e se quer dar festas em sua casa, por exemplo. Se os encargos são por sua conta, os benefícios do espaço também serão proveitosos para sua vida.

Aprenderá a valorizar o dinheiro

A importância do dinheiro na vida de quem mora sozinho é, normalmente, bem maior do que para quem mora com os pais. Isso porque, logicamente, os gastos de quem cuida de sua vida financeira sozinho também são bem maiores.

Quem escolher esse caminho, aprenderá rapidamente o valor real de seu dinheiro e com o que gastá-lo. Ter consciência de seus dispêndios e consumo o ajudará a amadurecer.

Você crescerá muito emocionalmente

Quando a pessoa tem seu próprio imóvel, inevitavelmente terá os próprios problemas para resolver. Assim, correr para o “colo” de um de seus pais não será uma opção. Ao menos, não tão recorrente.

Apesar de isso parecer um estorvo à primeira vista, com o passar do tempo você perceberá que a situação contribuirá muito para sua independência e construção de caráter.

Na vida adulta, estamos sempre a mercê de diferentes problemas, sejam profissionais ou pessoais. Por isso, o quanto mais cedo aprendermos a lidar com eles, melhor.

Da mesma forma, morando sozinho você também será capaz de entender os próprios limites de sua rotina, como se planejar melhor e saber quais são os melhores hábitos que constroem um lar aconchegante. Seu crescimento emocional o tornará mais hábil para viver com outras pessoas no futuro.

Sair da casa dos pais é um grande passo para qualquer pessoa. Mas, organizando bem sua vida financeira, é possível atingir esse objetivo.

Gostou desse texto e quer acompanhar mais dicas como essa? Siga nosso perfil no FacebookInstagram e mantenha-se atualizado sobre as melhores ofertas do mercado imobiliário!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *