8 cuidados que você deve ter com a compra de um imóvel na planta

Tempo de leitura: 6 minutos

O mercado imobiliário está voltando a crescer, e como ele sempre foi extremamente robusto no Brasil, as pessoas estão buscando novas formas de investir nesse setor.

Comprar propriedades é, em linhas gerais, algo bastante vantajoso, pois elas se valorizam ao mesmo tempo em que os donos podem utilizá-las como moradia ou até mesmo locá-las e receber mensalmente os pagamentos do inquilino.

Diante dessa realidade, é natural querer saber quais são as melhores formas de investimento no ramo, afinal, as transações imobiliárias não são baratas, e é muito importante minimizar as chances de erros. É nesse contexto que a compra de um imóvel na planta pode ser exatamente a resposta que você estava esperando!

Quer descobrir quais os cuidados que você deve tomar ao fazer esse tipo de aquisição? Então confira o conteúdo a seguir:

Defina os seus objetivos

O primeiro dos cuidados que você deve ter com a compra de um imóvel na planta é definir muito bem os seus objetivos.

Lembre-se de que essa deve ser uma aquisição em longo prazo, e que você não poderá se mudar imediatamente para sua propriedade. Ainda que você finalize a papelada, é preciso esperar o tempo necessário para a obra terminar.

Por essa razão, você deve analisar muito bem as suas necessidades atuais e as de sua família. Se o seu contrato de aluguel estiver prestes a acabar, por exemplo, essa não será a solução para você.

Também é importante avaliar se você terá estabilidade de emprego para arcar com as parcelas nos próximos anos. Feito isso, você pode — e deve — procurar um imóvel na planta.

Veja se a parcela cabe no bolso

As construtoras costumam facilitar muito a vida dos compradores e oferecem boas condições de pagamento, com muito menos burocracia do que os bancos e instituições financeiras.

Ainda assim, é fundamental entender que essa não é uma compra barata: você deve fazer uma aquisição que se adeque às suas reais possibilidades e simular muito bem antes de assinar o contrato. Como o valor de entrada é variável, vale tentar dar uma quantia mais elevada, aliviando suas dívidas futuras.

Pense que pouco adianta arcar com mensalidades muito pequenas e ter um saldo devedor enorme quando for pegar as chaves, do mesmo jeito que não dá para pagar uma parcela muito alta, mas que aperte demais o seu orçamento. Jamais  permita que o valor da parcela ultrapasse 30% da sua renda.

Pesquise sobre a construtora

Pesquisar muito bem sobre o histórico da construtora é um cuidado essencial na hora da compra de um imóvel na planta. Use a internet e os sites de busca para aferir a idoneidade da empresa e verificar a existência de problemas ou reclamações em sites do gênero ou fóruns sobre o mercado imobiliário na web.

Você checar o registro profissional do engenheiro responsável pela obra no CREA (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura) de sua região. Se possível, tente entrar em contato com parentes, amigos ou conhecidos que já tenham adquirido uma unidade de algum empreendimento da construtora.

Indague sobre possíveis atrasos, descumprimento das regras estabelecidas em contrato ou qualquer tipo de contratempo com a corporação.

Cheque a aprovação do empreendimento

Outro cuidado fundamental para comprar um imóvel na planta é checar a aprovação do empreendimento na cidade.

Quando a construtora resolve iniciar uma obra, ela deve, obrigatoriamente, apresentar um projeto arquitetônico ao poder público, de forma que os profissionais contratados pelo município possam avaliar a sua legalidade e viabilidade de acordo com os parâmetros estabelecidos para aquela região.

Quando tudo for aprovado, será emitido o alvará de construção, que permitirá que a empresa dê início à construção. Portanto, antes de fazer uma proposta, solicite a apresentação desse documento.

Organizações idôneas no mercado não terão nenhum problema em apresentar essa autorização aos compradores potenciais. Se esse item lhe for negado, fuja!

Visite pessoalmente a obra

Muitas pessoas não pensam nisso, mas visitar pessoalmente a obra é perfeitamente possível e muito recomendável.

Alguns compradores se contentam em ir apenas até o estande de vendas ou mesmo se limitam a checar o material promocional, mas isso é um grande erro. Apenas com os próprios olhos você poderá definir se o investimento vale a pena ou não.

Além de tudo, a inspeção também possibilitará a observação da rua do imóvel, do entorno e da existência de problemas que você não notaria sem a avaliação presencial. Dê uma de detetive e colha o máximo possível de informações, checando desde a infraestrutura até a presença de facilidades nas imediações.

Estude atentamente o projeto

Visitar a obra é fundamental, mas isso não tira a importância de estudar atentamente o projeto. Observe cada ambiente e cada cômodo, pensando em como seus objetos e itens de decoração favoritos podem se adaptar ao local.

Pondere também sobre a sua família. Veja se o imóvel na planta vai comportar o número de pessoas, com seus hábitos e demandas. Avalie se existe área de lazer e lembre-se de que animais de estimação também devem fazer parte dessa equação.

Conheça o apartamento decorado

O apartamento decorado também ajuda bastante a compreender se aquela unidade é a mais indicada para você no momento. Comprar na planta é uma espécie de aposta no escuro, e quanto mais você puder clarear a sua aquisição, melhor.

Na maioria das vezes, as construtoras oferecem maquetes e até um apartamento decorado, que fica disponível para visitas no estande de vendas. Compare os espaços, a disposição da mobília e se as suas ambições cabem naquele local. Afinal, esse é um investimento de décadas.

Guarde o material promocional

O material promocional não está ali apenas para atrair os clientes. Ele serve para elucidar a obra e também funciona como prova em eventuais problemas ou descumprimento do que foi acordado. Acredite, um simples panfleto pode ser fundamental até mesmo em uma eventual disputa judicial com a empresa.

O mesmo vale para o memorial descritivo. Ele é crucial para detalhar questões de acabamento e de qualidade das peças utilizadas na obra. Você deve ler com cuidado esse documento e sempre exigir que o combinado seja cumprido.

Esses são os cuidados que você deve ter com a compra de um imóvel na planta! Curta a página da BR House no Facebook e fique por dentro de outras novidades do mercado imobiliário!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *